Após anuncio da volta de Jô, torcida corintiana faz pichação contra Andrés Sanchez

A diretoria corintiana anunciou na quarta-feira, 17 de junho, o retorno do atacante, que estava no futebol japonês (Nagoya Grampos), mas muitos torcedores descontentes com o presidente Andrés Sanchez fizeram pichações no Parque São Jorge.

– A chegada de Jô ao Corinthians, pode mudar a maneira da equipe de atuar. Pelo menos no desenho tático.

Agora sem Vagner Love e Pedrinho, o técnico Tiago Nunes precisará quebrar a cabeça se quiser manter Boselli como titular ao lado da nova e badalada contratação. Afinal, a dupla de centroavantes tem estilo de jogo semelhante.

Em 11 dos 14 jogos da temporada, incluindo os amistosos, Tiago Nunes optou por um único centroavante na formação titular.

Em apenas três jogos Vagner Love e Boselli começaram juntos, com o ex-camisa 9 sempre se sacrificando mais para encaixar e fazer o jogo fluir, por vezes atuando na faixa de meio-campo atrás do argentino ou aberto pela ponta.

ANDRÉS – Mesmo sem jogar há mais de três meses, o Corinthians segue vivendo dias turbulentos. Nesta quinta-feira, 18 de junho, os muros do Parque São Jorge, sede social do clube, amanheceram pichados com frases de protesto contra o presidente Andrés Sanchez.

Entrada do Parque São Jorge

Nas pichações, os vândalos chamam Andrés de ladrão, pedem impeachment do presidente e dizem que “acabou a paz”.

Ainda nas primeiras horas desta quinta, funcionários do clube pintaram os muros novamente.

Muro do Parque São Jorge

A seis meses da eleição presidencial, o Corinthians vive grave crise financeira. O clube deve dois meses de salários para o elenco e fechou 2019 com uma dívida de R$ 665 milhões.

Com Jô, esse “sacrifício” dificilmente vai se repetir, já que o novo reforço tem como uma de suas principais características a finalização de dentro da grande área e gosta de jogar o mais perto possível dela, assim como o argentino Boselli.

Surge, então, a possibilidade de o Corinthians abdicar dos pontas e passar a jogar no 4-4-2 ou alguma variação, deixando para trás o 4-2-3-1 (esquema mais usado no ano).

Seja como for, a expectativa é de que Tiago Nunes tenha certo tempo para treinar a equipe. O Timão voltará à rotina no C.T. Joaquim Grava a partir de 1º de julho, e o Campeonato Paulista segue sem data para recomeçar.

Fonte – GloboEsporte.com (Bruno Cassucci e Ana Canhedo)

Fotos – GloboEsporte e arquivo pessoal

Na foto em destaque Boselli e Jô.

Paranavaí 18/06/2020

Compartilhe: