Santos humilha o Boca Juniores e enfrenta o Palmeiras na final da Libertadores

A final da 61ª edição da Copa Libertadores pela terceira vez será entre equipes brasileiras, na quarta-feira, 13 de janeiro, jogando em Santos no jogo de volta da fase semifinal, o Santos humilhou o Boca Juniors, e venceu até com certa facilidade por 3 a 0.

Em noite de muita inspiração, o Santos jogou bem e não deu espaços para os argentinos.

Diego Pituca abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, em jogada de Soteldo. No segundo tempo, o Santos voltou super ligado e ampliou aos 3 minutos com Solteldo (golaço) e aos 5 minutos com o jovem Lucas Braga. A equipe brasileira ainda desperdiçou várias chances de gols.

Soteldo

Esta será a terceira vez que equipes brasileiras se enfrentam em final da Libertadores, São Paulo x Athletico/PR (2005) e Internacional x São Paulo (2006). O lateral do Santos, Pará foi campeão pelo Santos e Flamengo.

SANTOS: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Madson, 35’/2T); Alison (Vinicius Balieiro, 39’2T) e Diego Pituca (Sandry, 16’/2T); Soteldo (Jobson, 16’/2T), Lucas Braga (Jean Mota, 34’/2T), Kaio Jorge e Marinho. Técnico: Cuca.

BOCA JUNIORS: Andrada; Jara (Buffarini, intervalo), López, Izquierdoz e Fabra; Campuzano, Diego González (Capaldo, intervalo), Eduardo Sálvio (Más, 15’/2T) e Sebástian Villa; Carlos Tévez e Soldano (Ábila, 13’/2T). Técnico: Miguel Ángel Russo. 

A final da Libertadores será no dia 30 de janeiro às 17 horas, sem público entre Santos e Palmeiras (enfrentou o River Plate). O Santos é tricampeão da Libertadores (1962/1963 e 2011), o Palmeiras foi campeão em 1999.

Na foto em destaque, Pituca e atletas santistas.

Paranavaí 13/01/2021

Compartilhe: