Abel, sobre despedida do Palmeiras no Mundial: “Não era o que queríamos, mas é pelo que lutamos”

A disputa do terceiro lugar do Mundial de Clubes não era o objetivo do Palmeiras, mas nem por isso deixou de ser valorizada pelo técnico Abel Ferreira na quarta-feira, 10/02, em entrevista coletiva em Doha, no Catar.

O Verdão enfrenta o Ah Ahly, do Egito, nesta quinta-feira, 11/02, às 12 horas. O título será disputado por Bayern de Munique, da Alemanha, e Tigres, do México, às 15 horas.

A mim, sempre ensinaram que é melhor ficar à frente do que atrás. Vamos lutar pelo terceiro lugar. Não era o que queríamos, mas é pelo que lutamos. Como português, quero sempre ganhar, mas é preciso saber aceitar quando o rival é melhor. Somos um país pequeno, com ambição do tamanho do mundo. Sabemos aprender e seguir em frente. Essa é minha cultura como português, um país simples, mas com força no futebol. Nós queremos sempre ganhar, mas tem sempre o adversário do outro lado. Podem ter muitas desculpas que queremos arranjar, mas no futebol temos de aceitar que os adversários podem ser melhores”.

Disse Abel

Destaque do Palmeiras na partida contra o Tigres, Weverton também participou da coletiva, no estádio Cidade da Educação. O goleiro manteve o discurso do treinador e buscou valorizar o duelo contra o Al Ahly.

Weverton ótimo goleiro

Não era o que queríamos, mas é onde estamos. Vamos entrar em campo para fazer o melhor e vencer. As coisas não saíram bem, mas jogamos para vencer todos os jogos. Vamos em busca da vitória para voltar ao Brasil e seguir na temporada”.

Falou Weverton

Fonte – Fabrício Crepaldi (ge/Doha/Catar)

Foto – César Greco (Ag. Palmeiras).

Paranavaí 10/02/2021

Compartilhe: