Falcão, nasci para jogar futsal

O melhor jogador de futsal do mundo, Falcão, provavelmente foi o craque com a carreira mais curta e vitoriosa da história dos campos de futebol, em pouco mais de três meses ele estreou no São Paulo, fez sucesso com críticos e público e ganhou dois títulos, um deles meses depois de seu retorno às quadras, eu nasci para jogar futsal.

Em 2005 o São Paulo conquistou o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores pela última vez. Falcão jogou apenas seis jogos pelo tricolor, apenas um como titular. Na Copa Libertadores atuou por 15 minutos. Mesmo assim, foi a principal tentativa dele em uma modalidade que o tirava da zona de conforto. Apesar das poucas oportunidades, até hoje ele e os torcedores mantem uma pulga atrás da orelha. Será que dava?

Eu estava feliz de voltar para o futsal. E logo depois o São Paulo foi campeão da Libertadores e campeão Mundial. Torci muito, peguei um carinho muito grande pelo clube e pela torcida. Até hoje tem essa pulga atrás da orelha, mas não me dava vontade de seguir no futebol. Estava muito bem resolvido e feliz de voltar às quadras, que é o que eu nasci para fazer”.

Falou Falcão

Falcão teve em sua carreira 104 títulos. Considera a ida para o São Paulo como ousada, pois tinha sido eleito o melhor do mundo nas quadras, ele abriu mão do status e de quatro patrocínios oriundos do prêmio máximo de 2004 para atuar nos gramados. Ele se considera campeão da Libertadores.

Ele poderia ter sequência maior no futebol, mas resolveu que não era para ele. Até hoje, não se arrepende. Aposentado há um ano e meio, Falcão tem agenda lotada, e recusou convites para voltar a jogar.

Fonte – Tiago Tassi (UOL)

Foto – Google

Paranavaí 14/06/2020

Compartilhe: