Marcos André e Maurício fazem peregrinação ao “Caminho da Luz”

No dia 6 de novembro, os amigos e companheiros de trabalho na Podium Alimentos, Marcos André Garrido Gomes e Maurício Gehlen saíram de Tamboara e Paranavaí respectivamente com destino a Tombos/MG, para iniciar a peregrinação “Caminho da Luz”.

No dia 7/11, eles deixaram Tombos e seguiram caminhando com o objetivo de chegarem ao Pico da Bandeira, a 2.892 metros de altitude, a denominada “Montanha Sagrada do Brasil”, com percurso aproximado de 200 km, como o Pico estava fechado devido a pandemia, eles atingiram 170 km.

Próximo ao Pico da Bandeira que pertence a cidade Alto do Caparaó/MG, eles chegaram no dia 12/11 debaixo de chuva, antes passaram por Catuné, Água Santa, Pedra Dourada, Faria Lemos, Carangola, Caiana, Espera Feliz, Galileia e Caparaó.

Foi a primeira vez que Marcos fez a caminhada, Maurício já havia feito outros caminhos. A dupla tinha equipe de apoio, mas não utilizaram, já que nenhum imprevisto aconteceu, pois tinham feito um roteiro, antes de resolverem encarrar tal caminhada. Marcos se preparou uns 30 dias antes, apesar de aqui ser planície e lá morros.

Marcos carregando a mochila

A dupla caminhava entre 24 e 25 km por dia em média, gastavam em média sete horas para chegar à próxima parada, sempre carregando uma mochila de 7 quilos. Os pernoites eram sempre em cidades ao longo do trajeto.

Caminhamos cerca de 90% do trajeto em estradas de chão, nosso objetivo era adquirir novas experiências e conhecimento, superação e reflexão. Nós é que determinamos quando realizaríamos o caminho, pretendo repetir”.

Falou Marcos

Marcos e Maurício retornaram para suas cidades no dia 13 de novembro. A distância de Paranavaí até o Pico da Bandeira é 1.400 km.

Valeu muito a pena ter participado desta peregrinação, foi um aprendizado maravilhoso para a vida, um desafio e uma superação muito grande. O que passamos no dia a dia vivenciamos nessa caminhada, uma reflexão enorme, vale a pena, único detalhe é que tem que estar preparado, tanto físico, mentalmente como psicologicamente, mas é maravilhoso e recomendo, com certeza devo fazer outras”.

Finalizou Marcos André

A rota da peregrinação foi trilhada por índios, tropeiros e aventureiros há centenas de anos, que visitavam seus patrimônios religiosos, culturais e naturais.

Na foto em destaque, Maurício e Marcos André com os certificados de conclusão da peregrinação.

Paranavaí 29/11/2020

Compartilhe: