Ângela e Didi pedalam para conhecer seringal

No feriado chuvoso de quarta-feira, 20 de janeiro, em Paranavaí, a ciclista Ângela Mamajapadigital convidou a amiga Didi, de Alto Paraná, para um pedal que acabou sendo diferente, visitaram um seringal.

Ângela deixou Paranavaí às 14h43 e foi ao encontro de Didi no Posto da Polícia Rodoviária Federal. Iam no sentido de Nova Esperança, quando começou a garoar, com receio de chuva forte, elas retornaram até a entrada de Quatro Marcos, quando Didi sugeriu para fazer um pedal por lá, onde tem um seringal muito bonito. Elas integram o Pelotão Randon, de Paranavaí, e pedalaram 64,48 km, em 2:47:47.

Ângela

Chegaram ao seringal às 16h15, onde tiraram fotos e conversaram com o proprietário do seringal, que fecha o acesso às 17 horas e solta um cachorro pitbull para proteger a propriedade.

Didi

Pedalar em meio a aquela natureza nos revigora e a gente volta pra casa com novos ânimos. Um pé de seringueira pode viver 200 anos e o látex extraído dele traz boas rendas ao proprietário. Eu que nunca havia visto um pé de seringueira assim ao vivo fiquei encantada… só conhecia por fotos ou pela televisão”.

Disse Ângela
Ângela pedala quase que diariamente

Ângela e Didi saíram do seringal às 16h30 rumo à suas residências. Ângela chegou em Paranavaí às 18 horas.

Didi

A paranavaiense não foi descansar, ainda saiu para pedalar com o filho Gustavo, mesmo contrariado ele vai.

Mas assim que ele monta na bike, o mau humor passa como num passe de mágica, e pedala de boa comigo”.

Finalizou a mãe ciclista Ângela
Ângela e Didi sempre estão pedalando em dupla

Gustavo Kuoki Aoyama recebeu a medalha/troféu/certificado do Desafio de Natal cumprido até 31 de dezembro de 2020, que era pedalar 500 km.

Gustavo é filho de Ângela e Sadao

Paranavaí 21/01/2021

Compartilhe: